De reserva, a Herói: com gol de Nenê no último minuto, Vasco vence a segunda partida no Brasileiro

Olá, caros vascaínos da página. Aqui estou novamente, para falar em poucas palavras, do jogo emocionante desta terceira rodada do brasileirão. Que jogo meu amigo! Apesar de só assistir as imagens agora, ao postar no blog, conferi mais uma vez, o jogo na rádio.Que emoção! 
Aqueles que leram a resenha do último jogo, já sabem o motivo de tanta felicidade. Para início de conversa, volto a dizer que eu TENHO MUITA ESTIMA PELO FLUMINENSE, é o time do meu pai, do meu irmão gêmeo e do meu falecido avô. Porém, após levar duas goleadas seguidas na temporada -era mais que meu desejo, que o troco viesse nesse jogo.

Ao descobrir que a partida seria em São Januário, já logo me tranquilizei. A partir do domingo passado, uma semana pro jogo, já afirmava pro meu irmão (bem confiante pela vitória do Fluminense, por sinal) - que o tricolor não ganharia o Vasco dentro de seu estádio. Fiquei batendo nesse tecla a semana toda, chegando até a discutir. Meu amigo, por ver seu time vencer o Atlético Mineiro fora de casa - algo, então, nunca acontecido na história do time das Laranjeiras, acreditava que poderia vencer o Vasco da mesma forma.

Hoje de manhã, surgiu um pequeno debate na presença de um amigo flamenguista, na qual, sempre conversamos sobre futebol de maneira saudável, sem influência de rivalidade. O mesmo, que ao ver o jogo pela TV em sua casa, lembrou de minhas palavras, pois foi testemunha viva, ao ver dizer que hoje, teríamos gol do Fabuloso.



E como foi o jogo? Foi coisa de louco. O que parecia ser uma vitória fácil, acabou por um drama - não sei se realmente, os dois pênaltis dados contra o Vasco, foram de fato. Mas, era a única chance que o Flu tinha de vencer na partida, o que me deixou muito revoltado. 

Imagina você, na qual, falou com toda a certeza que o máximo que o rival faria, seria empatar - e ao ser prejudicado por dois pênaltis seguidos, ver a virada improvável do adversário, que não tava jogando nada e ainda ouvir do seu irmão: "Aqui, tem que RESPEITAR!" - foi a primeira vez que eu me irritei com uma provocação por parte dele. Ainda bem, que foi na hora do gol do Manga, que me fez gritar: "Respeitar é o ... aqui é Vasco! A gente não precisa de gol de pênalti para ganhar!"

Da maneira que ocorreu a coisa toda, sendo pênalti ou não, o fato do Nenê entrar e resolver no final, tudo isso, deixou a situação mais bonita. 

Isso que a torcida do Vasco tem que fazer, todos os jogos em São Januário, lotar! 

Somos mais fortes com a torcida em peso, algo que eu não via a muito tempo - caldeirão lotado. Apesar de não estar lá, como um primo meu, que trabalha com excursões para jogos e assistiu tudo de camarote, pude sentir aquele mesmo espírito do Vasco quando eu era adolescente, quando lotava São Januário e colocava o terror nos adversário. Esse Milton Mendes, foi a melhor contratação esse ano, pois além de melhorar o time, fez não só de Nenê, a oportunidade de reascender seu talento, como também, deu uma nova cara a equipe.


Espero que os modinhas tenham se calado e entendido, que o jogo contra o Palmeiras só aconteceu, devido as falhas de Jomar, só isso. Tirando isso, o time jogou extremamente bem, mas teve gente que não viu isso com bons olhos e já estavam falando em rebaixamento, antes mesmo de jogar o campeonato.  Com certeza, estão calados agora.

A gente pode até perder tentando, mas assumir a derrota antes mesmo de jogar, como um monte de idiota falando em rebaixamento - não fará nada, a não ser, fortalecer a bizarrice, na qual, tanto insistem. Por isso, está de parabéns a torcida, que apoiou o time, trolou o Fluminense e saiu de forma brilhante, vitorioso. Agora, temos duas vitórias, em três jogos - pode esperar que virão mais, com os pés no chão.

Boa semana a todos!

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.